Para muitos o dia só começa depois do café e hoje comemoramos o Dia Mundial do Café, já tomou seu cafezinho?

O café está entre as bebidas mais consumidas no mundo e trás um universo em formas de preparo, só para filtrados existem vários métodos como: Hario V60, Prensa Francesa, Koar, Chemex, Aeropress, tradicional Melitta e Filtro de pano, entre outros. Além dos filtrados temos cafeteira italiana, cafés em cápsulas, espresso, solúvel e cada método traz uma característica específica na xícara. Mas vale lembrar que o método de preparo mais sofisticado não vai trazer um ótimo café na xícara se o café que você usou não for de qualidade! A qualidade do café começa no plantio e vai até a xícara, são vários fatores importantes e até você consumidor interfere nisso, por exemplo: se você comprar um café muito bom e
depois de aberto não realizar a forma correta de armazenamento, no outro dia quando for consumir já não terá um café de qualidade e sim oxidado. É importante seguir as orientações na embalagem, pois quem produziu aquele café conhece a melhor forma de armazená-lo após aberto.

Qualidade e Categorias do Café

Temos ainda, uma escala de qualidade e pontuação para cada café e isso também interfere no valor do produto. Temos as categorias tradicional/extra forte, superior e gourmet, que são pontuados de acordo com a qualidade global da bebida, no site da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) você encontra a descrição detalhada de como funciona o programa. Na imagem abaixo temos as pontuações de cada categoria:

Além das categorias citadas acima temos os cafés especiais e o consumo destes tem aumentado a cada ano, pois, os consumidores estão cada vez mais rigorosos e buscando mais qualidade. Os grãos deste café são isentos de impurezas e defeitos, possuem atributos sensoriais diferenciados como: bebida limpa e doce, corpo e acidez equilibrados além de notas sensoriais como frutado, melaço e floral. A bebida é qualificada acima dos 80 pontos na análise sensorial numa escala de 0 a 100, a avaliação é realizada através da Metodologia SCA. A classificação do “Speciality Coffee” é feita através de um degustador certificado de café, o Q-Grader profissional treinado e aprovado pela organização.

O Café e o Cientista de Alimentos

Café é arte e ciência, existem muitas variáveis que interferem no resultado final deste produto e os profissionais dessa área devem estar sempre buscando conhecimento, pesquisando, realizando testes. Até mesmo “coffee lovers” acabam virando cientistas quando testam em casa metodologias e receitas diferentes de preparo. Atuando na indústria de café tenho aprendido cada dia mais sobre qualidade, do grão à xícara! O controle de qualidade exerce um papel fundamental no processo de industrialização,
acompanhando a matéria-prima que é utilizada, a torra do café, padrão de cor, umidade, granulometria, avaliação sensorial da bebida, embalagem e forma de armazenamento até chegar ao consumidor final.
Muitas pessoas estão envolvidas nesse processo e acredito que é por isso que é uma bebida apaixonante, que está presente em vários momentos do dia, em comemorações, em conversas confidenciais, em tardes de descansos ou em noites de trabalho onde precisamos ficar atentos.

Costumo dizer que: “tem dias que o café é como um aconchego” e digo isso porque sei que é feito com amor e é isso que o café transmite.
Feliz dia mundial do café, 14 de abril de 2022.

Sobre a autora

Mayara Kerlyn Arantes Silva é Bacharel em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela UFMT – 2018.
Atualmente é Supervisora de Qualidade no Grupo 3 Corações.

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *